tera; 21 novembro 2017

Movimento InterGrande

RESISTÊNCIA E VIGILÂNCIA

30/06/2012

É com grande perplexidade que o Movimento Inter Grande observa a incompreensão de parte da sociedade gaúcha sobre os esforços que o S. C. Internacional vem empregando desde 2007 para a realização da Copa do Mundo em Porto Alegre.

O S. C. Internacional é o fiador da escolha da cidade de Porto Alegre como sede da Copa do Mundo. Graças a isso, o nosso município ganhou visibilidade em todo o mundo. Além disso, essa definição possibilitou a habilitação de linhas de crédito específicas para a realização de obras urbanísticas e de infraestrutura, bem como para a aquisição de equipamentos. Outras agremiações também beneficiaram-se através de isenções fiscais, mesmo não tendo contribuído em nada no processo da escolha de Porto Alegre como sede. Além de Porto Alegre, outros municípios gaúchos serão escolhidos como locais oficiais de treinamento para delegações de países que disputarão o torneio, podendo usufruir de todo incremento econômico que isso irá representar.

O setor privado também se beneficiará: comércio, indústria e serviços, sobretudo o setor hoteleiro. Cabe destacar que o S. C. Internacional empregou todo seu patrimônio e mais de R$ 40 milhões de seus cofres para honrar os compromissos assumidos com e pelo Município, Estado, União e Comitê Local da Fifa, sem obter qualquer contrapartida que representasse parcela de alguma significação compatível com o esforço do Clube.

E para surpresa de toda imensa Nação Colorada, somos atingidos com medidas coercitivas que impedem a utilização do seu patrimônio para sua finalidade maior, o que gerará graves prejuízos ao Inter, tanto técnica como financeiramente.

E mais, a perplexidade se dá porque as autoridades de segurança (Brigada Militar e Bombeiros) manifestaram-se em diversas oportunidades garantindo a realização dos jogos no estádio. É fundamental salientar que o complexo Beira-Rio encontra-se em obras desde o fim de 2010, e dezenas de jogos aconteceram no estádio desde então, com índice de acidentes ZERO.

Por conta disso, o Movimento Inter Grande convoca toda a comunidade Colorada para manifestar sua consternação e contrariedade diante das medidas adotadas e permanecer vigilante quanto àqueles que detêm mandato popular e se mostram omissos no auxílio ao nosso Clube. Vamos juntos fazer o que for possível para restabelecer algo que nunca deveria ter sido tirado: a autorização do Beira-Rio para sediar jogos oficiais.

Ontem, hoje e sempre, lugar de Colorado é no BEIRA-RIO.